Assim que terminou a votação do veto da prefeita Socorro Neri ao projeto de lei que cria o Estatuto da Família, os seguranças da Câmara tiveram que intervir para evitar que os vereadores Artêmio Costa e Jackson Ramos não brigassem. O veto foi derrubado por 12 a 2.

Jackson que chegou atrasado à votação, não gostou do discurso de Artêmio que acusou o vereador petista, secretário da Mesa Diretora, de esconder o projeto do estatuto e atrasar a pauta.

Jackson chegou enfurecido, chamando Artêmio de “moleque”. Foi preciso os seguranças da casa e outros vereadores separarem os dois. Mais informações em instantes

.