Detentos continuam trabalhando na manutenção dos parques públicos de Rio Branco. Essa é a parte prática de um curso profissionalizante que os presos fizeram em um projeto do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen). Desta vez, eles estavam no Parque do Ipê, próximo ao condomínio de luxo Chácara Ipê.

Esse é um processo de ressocialização para aqueles que não respondem processo disciplinar, têm bom comportamento e foram devidamente liberados pela Vara de Execuções Penais. Mais de 15 deles estão diariamente dedicando horas de trabalho nos parques administrados pelo Estado, sob a supervisão de agentes penitenciários.

Depois de finalizarem o Parque da Maternidade na região central, eles seguirão para a extensão da Estrada Dias Martins. “Tiramos esse público da ociosidade, ao mesmo tempo em que eles conquistam a redução de pena por tempo trabalhado e dão respostas de mudança à sociedade, para a qual voltarão cada um a seu tempo”, explicou.