Ericks Ferreira de Oliveira era procurado pelas mortes de Lucas Dennedy e Richard Rodrigues, assassinados em dezembro de 2016.

Após quase dois anos, a Polícia Civil conseguiu prender o quarto suspeito de matar e esquartejar os jovens Lucas Dennedy Freire de Souza, de 20 anos, e Richard Rodrigues, de 16. Os garotos foram fotografados por membros de facção antes de serem decapitados, em dezembro de 2016.

Além da forma cruel como foram assassinados, as vítimas tiveram as mortes filmadas e o vídeo divulgado pelos criminosos. Um ano depois do crime, a Justiça acreana condenou a mais de 60 anos de prisão Joalyson Nascimento da Silva, de 26 anos, pelos crimes de homicídio, esquartejamento e ocultação do cadáver dos garotos.

Ericks Ferreira de Oliveira foi preso por agentes do Núcleo de Capturas da Polícia Civil do Acre (Necap) na tarde desta terça-feira (24). Ele estava escondido no km 84 do Ramal do Nabor, BR-364, próximo a cidade de Acrelândia, interior do Acre.

“Recebemos uma informação do possível paradeiro dele, realizamos uma primeira diligência há cerca de uma semana, mas não logramos êxito. Ontem recebemos uma nova informação e estamos apresentando ele para pagar pelo que cometeu”, falou o coordenador do Necap, delegado Ricardo Casas.

Além do duplo homicídio, a polícia disse que Oliveira é investigado por outra morte. A vítima dele seria João Lucas. As investigações dos casos segue com a Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

“Já apuramos que ele tem participação em outras mortes. Temos a investigação bem avançada, com reconhecimento por parte de testemunhas e, inclusive, a confissão de um dos autores. Tinha uma participação ativa em uma das organizações criminosas aqui do estado”, complementou o coordenador da DHPP, Rêmulo Diniz.

Richard Rodrigues, de 16 anos, (de camisa vermelha) e Lucas Dennedy Freire de Souza, de 20 anos, (camisa amarela) foram fotografados em cativeiro por membros de facção antes de serem decapitados (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Richard Rodrigues, de 16 anos, (de camisa vermelha) e Lucas Dennedy Freire de Souza, de 20 anos, (camisa amarela) foram fotografados em cativeiro por membros de facção antes de serem decapitados (Foto: Divulgação/Polícia Civil)