Pouca gente no Acre está mais revoltada com o mandado de prisão do ex-presidente Lula expedido pelo juiz Sérgio Moro, nesta quinta-feira, 05, do que o governador do Acre, Sebastião Viana.

Viana disse, em sua página no Facebook, que “tem vergonha da Justiça brasileira que condena um inocente sem provas”.

“A justiça do Acre recebe de mim, consideração e elevado respeito. Todavia tenho vergonha da justiça do Brasil que está fazendo com as garantias fundamentais da Constituição Federal e, condenando sem provas um inocente, o qual é simplesmente o maior Presidente da História do Brasil.”

O magistrado ordenou ao ex-presidente que se apresente até às 17h desta sexta-feira, 06, na sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR).

O petista foi condenado em duas instâncias da Justiça no caso do triplex do Guarujá (SP).

A pena definida pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) é de 12 anos e 1 mês de prisão, com início em regime fechado, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.