Mesmo com toda força policial nas ruas, agindo contra pessoas em conflito com a lei, a onda de violência ainda continua assustando moradores na capital e no interior do estado do Acre. Ao todo foram registradas 106 mortes violentas durante os três primeiros meses de 2018 no estado.

Meses marcados por ataques a presos na saída de presídios, homens invadindo casas e matando seus desafetos, corpos encontrados em rios, decapitação, facadas, ossada encontrada em matagal, e várias mortes registradas por arma de fogo em via pública, entre outras ocorrências.

Em janeiro de 2018, foram registradas 48 mortes, sendo 32 homicídios em Rio Branco e 16 no interior. Ao menos 29 óbitos foram causados por arma de fogo, na maioria dos crimes dois homens em uma motocicleta atiram nas vítimas e fogem do local.

Já o mês de Fevereiro, ocorreu um triplo homicídio e assassinatos em saída de presídios; em apenas dois dias o Estado registrou 11 mortes violentas, sendo 10 na capital acreana. Ao todo o mês terminou com 29 mortes, crimes registrados nas cidades de Rio Branco, Feijó, Tarauacá, Capixaba, Cruzeiro do Sul e outras.

O mês Março terminou com mortes por rixas entre facções, vinganças, estrangulamento em presídio, corpos encontrados em rios e matagal com marcas de violência, entre eles, uma adolescente de 13 anos, que se prostituía nas proximidades do Horto Florestal que foi encontrada morta na Estrada do Mutun em Rio Branco. No total foram registrados 29 homicídios; 12 na capital e 17 no interior.

Folha do Acre fez os levantamentos do número de mortes violentas a partir de matérias publicadas, boletim do estado e também informações do Instituto Médico Legal (IML) de Rio Branco. A maioria das vítimas é jovem com idade entre 12 e 30 anos, mas existem ainda casos de um idoso de 61 anos morto durante uma tentativa de assalto, um vendedor de salgados de 47 anos e um Pedreiro de 52 anos, executado com 10 tiros, ambos mortos enquanto trabalhavam.

Listas dos Homicídios no Estado do Acre

MARÇO

Do dia 1º a 11 de Março

– Sidney da Cunha Aragão, 30 anos, foi executado a tiros na noite de quinta-feira (1) na região da Baixada da Sobral, em Rio Branco. Segundo informações da polícia, a vítima estava bebendo com amigos na calçada da rua principal da Sobral quando dois homens se aproximaram e atiraram contra ele. De acordo com testemunhas os suspeitos chegaram em uma moto e dispararam cerca de seis tiros contra a vítima.

– Francisco da Silva Soares, de 28 anos, foi assassinado a golpes de facão na noite de sexta feira (02) no Ramal Jarina, Km 18, na Alcolbras, localizado no município de Capixaba. O corpo da vitima foi encontrado por moradores da região.

– O caseiro identificado como Vanin da Silva, 33 anos, foi assassinado com 3 tiros na noite de sábado (3) na Rua Projetada, bairro Calafate, em Rio Branco. Segundo informações da polícia, a vítima caminhava com um sobrinho adolescente quando foi seguido por dois homens que se aproximaram e atiraram contra ele.

– O presidiário do regime fechado Antônio José Leite, foi encontrado morto no corredor do pavilhão E do Complexo Prisional Francisco d’Oliveira Conde (FOC), em Rio Branco, na manhã de terça-feira (6). Segundo informações de agentes penitenciários, o homem estava caído no chão da cela e constataram que ele estava morto. A perícia mostrou que ele foi estrangulado.

– Josemir de Lima Silva, 28 anos, conhecido pelos apelidos de “Gordinho” ou “Loiro”, foi executado a tiros na tarde de terça-feira, 6. O crime aconteceu na rua Jorge Escócio de Farias no município de Sena Madureira, distante 144 km de Rio Branco. Segundo informações de populares, a vítima estava na sua moto e parou em frente uma barbearia, quando um homem não identificado e de posse de uma arma de fogo se aproximou e efetuou cinco disparos contra Josemir, em seguida se evadiu do local.

– O corpo do jovem Francisco Maciel Nascimento da Conceição, 22 anos, foi encontrado em estado de putrefação boiando nas águas do rio Juruá na manhã desta quinta-feira, 8, em Cruzeiro do Sul, distante 631 km de Rio Branco. O corpo foi descoberto por um ribeirinho que passava em sua canoa pelo Rio, quando avistou um pé do lado de fora da água. A perícia mostrou marcas de perfurações no corpo.

– Francisco de Jesus Araújo, 41 anos, foi morto com vários tiros na manhã de sábado (10), o crime aconteceu na travessa Santa Luzia no Loteamento Santa Helena no Segundo Distrito de Rio Branco. De acordo com populares, Francisco era morador do bairro e ao trafegar pela travessa foi surpreendido por homens que de posse de uma arma de fogo o alvejou com pelo menos seis disparos, mesmo baleado a vítima ainda correu, mas não resistiu e caiu em via pública.

– Ronei Araújo Silva, 22 anos, assassinado na frente da esposa e filha, por Cleicivan Madeiro de Amorim, conhecido popularmente por “Tatu”, 22 anos, juntamente com membros de seu “bando”, composto essencialmente por menores, cercaram, arrobaram e invadiram a residência da vítima e o executaram cruelmente, com tiros de escopeta e golpes de terçado. O crime aconteceu na noite de sábado, 10 de março.

– Edivandro Santana Vieira, de 37 anos, vulgo Xoval, vítima de arma branca, quando caminhava no cruzamento das Ruas Simão Leite Damasceno e Constantino Mosle, no Bairro Senador Pompeu, em Tarauacá. Segundo informações de populares, Edivandro caminhava a pé, quando foi cercado por dois irmãos que desferiram contra ele vários golpes de faca.

Do dia 13 a 21 de Março

– Um homem identificado pelo apelido de “Nenê Perneta” foi executado com um tiro na cabeça. O crime aconteceu na manhã de terça-feira (13) no bairro Serraria, no município de Plácido de Castro, distante 99 km de Rio Branco. Segundo informações de populares, a vítima estava em uma bicicleta parado em frente o “Bar do H” quando um desafeto o abordou, falou algumas palavras e de posse de uma arma de fogo efetuou um disparo na cabeça de “Nenê Perneta”. O acusado fugiu do local.

– O jovem Matheus Ferreira Paz, de 16 anos, foi morto em confronto com a polícia durante a madrugada de quinta-feira (15), no bairro Jardim Primavera em Rio Branco, após realizar um assalto no bairro Distrito Industrial. Segundo informações da assessoria da Polícia Militar, após o roubo no bairro Distrito Industrial, o jovem saiu em fuga em uma motocicleta em direção ao bairro Jardim Primavera quando foi interceptado por uma guarnição da polícia que o perseguiu até o Beco Samambaia. Ao chegar ao local, o assaltante foi parado por outra viatura da PM, que imediatamente mandou que ele soltasse arma que aparentava ser um fuzil, ele negou a ordem e ao tentar reagir recebeu um disparo da arma de fogo.

– Ricardo Castro de Souza, conhecido pelo apelido de “Tupi”. Ele foi morto a tiros ao sair de uma festa no bairro Sobral, em Rio Branco, na madrugada de sábado (17). De acordo com informações da polícia, “Tupi” saía de uma festa às margens da Estrada da Sobral quando foi abordado por dois homens em um moto que atiraram contra a vítima. Um dos tiros atingiu as costas do jovem que não resistiu e morreu no local.

– Roney da Costa Freitas, 28 anos, foi morto na tarde de domingo (18) no Ramal da Huga, na região do Belo Jardim, em Rio Branco. Segundo informações de moradores, a vítima morava no bairro Tancredo Neves, mas todo final de semana ia até o local do homicídio, uma colônia, para buscar macaxeira para vender. Moradores que moram próximo ao local disseram que ouviram disparos de arma de fogo e logo em seguida encontraram Roney caído, já morto.

– Vanderson da Silva Conceição foi executado com cinco tiros na tarde de terça-feira (20). O crime aconteceu na Rua do Futuro, no Loteamento Praia do Amapá, em Rio Branco. De acordo com informações da polícia, a vítima morava no Conjunto Esperança e foi visitar um casal de amigos no loteamento. Ao entrar na residência e ficarem conversando no fundo do quintal, dois homens não identificados invadiram a casa e de posse de uma arma de fogo ameaçou os proprietários e disseram: “vocês sabem que não pode trazer ninguém aqui no bairro”. Em seguida, efetuaram vários disparos, acertando Vanderson com 3 tiros no tórax, 1 no braço e outro na perna. Mesmo ferido a vítima ainda conseguiu se deslocar até o quarto e sentou, não resistiu aos ferimentos e morreu.

– O Pedreiro Antônio Narciso de Souza de 52 anos, foi executado com cerca de 10 tiros no inicio da tarde de quarta-feira (21). O crime aconteceu na Rua Manoel Lima no Ramal Bom Jesus, no Segundo Distrito de Rio Branco. De acordo com informações da polícia, o trabalhador estava realizando obras no local, quando foi surpreendido por homens armados de pistola, que efetuaram mais de dez disparos contra Antônio, sendo que oito tiros acertaram a vítima, que não resistiu aos ferimentos e morreu dentro da casa. Os criminosos em seguida se evadiram do local correndo.

Do dia 22 a 29 de Março

– O adolescente Vitor Silva de 17 anos, que foi baleado no Conjunto Itatiaia região do Calafate na noite de quinta-feira (21), foi encaminhado ao Pronto Socorro e morreu na tarde de sexta-feira (23). Vitor chegou a passar por cirurgia, mas, não resistiu aos ferimentos e morreu. O jovem estava em via pública quando foi surpreendido por homens em uma motocicleta que que efetuaram vários disparos.

– Daniel Thaumaturgo de Araújo, foi encontrado morto a golpes de ripas e tijoladas nas primeiras horas da manhã de sábado (24), em um terreno localizado no Bairro Amoty Paschoal no Município de Senador Guiomard, interior do Acre.

– Elisson de Souza de 29 anos, foi morto a golpes de terçado na noite de sábado (24). O crime aconteceu na Rua Raimunda Carlos de Lima, no bairro Remanso, em Cruzeiro do Sul. De acordo com o boletim de ocorrências da Polícia Militar, a mãe de Elisson informou que oitos homens encapuzados arrombaram a porta de sua residência e atacaram seu filho com vários golpes de terçado, mesmo ferido ele conseguiu correr até a casa da frente na tentativa de se proteger, mas o dono do local fechou a porta com medo e Souza foi morto na varanda da casa vizinha.

– A adolescente de 13 anos, Luzivania de Brito, que foi encontrada morta em estado avançado de putrefação na manhã de segunda-feira (26) no Km 07 próximo a uma ponte na Estrada do Mutum, em Rio Branco. Segundo a família a jovem se prostituía nas proximidades do Horto Florestal, após a mãe ser presa em Xapuri por tráfico de drogas. A perícia encontrou marcas de violência na adolescente.

– O jovem Abraão Rufino, de 22 anos, foi morto dentro de casa na noite desta quarta-feira (28), no bairro da Várzea, em Cruzeiro do Sul. Quando três homens invadiram a casa e efetuaram um disparo na cabeça da vítima. De acordo com as informações da Polícia Militar, as testemunhas informaram que três homens armados invadiram a casa e executaram a vítima que estava no quarto.

– José Mauro Silva de Lima, de 39 anos, foi morto a tiros com ao menos três disparos na quarta-feira (28), no bairro do Telégrafo, em Cruzeiro do Sul. Ele estava dentro da lanchonete onde trabalha no momento do crime. A vítima chegou a ser socorrida e levada às pressas para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), mas acabou não resistindo aos ferimentos e morreu.

FEVEREIRO

Do dia 1º a 11 de fevereiro

– A vítima, Romário Silva do Nascimento, de 25 anos, estava dormindo quando teve a cada invadida na madrugada do dia 02. A morte ocorreu por volta de 2h, no bairro Defesa Civil. Os criminosos atiraram contra ele, que foi atingido com ao menos três tiros.

– José Ricardo Souza Batista Júnior, de 26 anos, e Samuel Agostinho de Oliveira, de 18 anos. Foram mortos na madrugada do dia 02 no bairro Jequitibá.

– O detento que cumpria pena no regime semiaberto, Mossiene Damasceno Lima, de 34 anos, foi assassinado na saída da Unidade Prisional 4, a Papudinha, no dia (02).

– Luana Aragão, de 21 anos, Rafaella Santos, de 17 anos, e Renan Barbosa, de 20 anos, foram mortos a tiros enquanto participavam de uma festa na Rua Ademar de Barros, no Conjunto Novo Horizonte, bairro Floresta.

– Na tarde de sábado (3), Rugleson Silva, de 23 anos, teria trocado tiros com o Batalhão de Operações Especiais (Bope), no bairro Vila Betel, e acabou morto. A assessoria da Secretaria de Segurança Pública do Acre (Sesp) informou que o homem atirou contra os policiais.

– Adeilson da Silva foi encontrado morto com um tiro na cabeça no sábado (03). O corpo estava no Ramal da Alcoobras, próximo ao município de Capixaba. A vítima seria moradora da capital acreana e ainda chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu e morreu no local do crime.

– Na noite de Sábado (03) por volta de 19h, na Rua Campo Novo, no Residencial Rosalinda, no 2 º Distrito de Rio Branco. Dois homens em uma motocicleta teriam passado atirando contra os alvos. As vítimas, segundo a Polícia Militar (PM-AC), foram identificadas como Deigison Borges de Souza, de 22 anos, que morreu no local. O outro atingido foi o adolescente Keven Xaviver de Lima, de 17 anos, que foi encaminhado ao Hospital de Urgência e Emergência (Huerb), mas morreu durante uma cirurgia.

– No interior Em Cruzeiro do Sul, no dia 5. O detento Elivaldo Eli Soares era monitorado com tornozeleira eletrônica estava em casa quando suspeitos armados chegaram, bateram na porta, e pediram para falar com ele. A vítima se recusou a abrir a porta e ainda tentou fugir pela janela, mas foi atingida pelos disparos. Soares ainda teve a orelha direita decepada por golpes de faca.

– Na quarta-feira (7), no início do dia, detentos colocaram fogo na Unidade Prisional UP-4, mais conhecida como Papudinha, após um detento ser morto e outro baleado quando saíam da unidade. O preso que morreu no local foi Mateus da Silva Lima, de 21 anos, e Antônio Marcos Teles Felisberto foi levado em estado grave para o hospital. Ele teve morte encefálica confirmada dois dias depois.

– Em Tarauacá, Marcos Malveira Costa, de 44 anos, foi assassinado a tiros no dia 8 de fevereiro, segundo dados do IML.

– Vitor Wesley da Silva Esteves, de 24 anos, foi morto próximo da Concha Acústica, em Rio Branco no dia 10. Segundo informações ele estava com mais duas pessoas quando foi baleado. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital. O corpo do rapaz passou dias no IML sem reconhecimento. Três dias depois o pai dele foi à instituição e retirou o cadáver para sepultamento.

– No interior, Francisco Alves de Lima, de 41 anos, foi encontrado morto na manhã de domingo (11) após ter a casa invadida na noite de sábado (10). Ele morava com o filho de 5 anos no Ramal Santa Maria, BR-364, interior do Acre. Dias depois, a polícia concluiu que Lima foi vítima de um latrocínio, prendeu dois homens e apreendeu um menor pelo crime.

Do dia 14 a 25

– O adolescente José Firmino, de 14 anos, foi morto a tiros, no dia 14. O crime ocorreu no bairro Miritizal, em Cruzeiro do Sul. A polícia informou que o adolescente estava em casa dormindo, quando quatro homens armados com armas de fogo, invadiram o local. O menor ainda tentou fugir pulando uma janela, mas foi atingido e morreu na hora.

– Francickley Marques de Brito, de 27 anos, também foi vítima da violência. Ele foi assassinado no dia 16 no Ramal do Canil, Travessa Jurandir, em Rio Branco. A Polícia Militar (PM-AC) informou que a vítima foi morta com vários tiros após ter a casa invadida.

– Em Cruzeiro do Sul, Raimundo Nonato Santos da Cruz, de 32 anos, estava sentado no sofá assistindo televisão quando teve a casa invadida e acabou sendo morto a tiros. O crime ocorreu no dia 17, no bairro Miritizal. Ao menos três homens teriam invadido a casa da vítima e efetuado os disparos. A polícia recebeu a informação de que a vítima seria integrante de uma facção criminosa e que esse seria o motivo do crime.

– Também no interior, Deusimar da Cruz Oliveira foi morto após um desentendimento com uma pessoa em uma festa. O crime ocorreu na Vila do V, região de Porto Acre. Ele foi morto com golpes de faca no domingo (18). O delegado que investiga o caso, Pedro Paulo Buzolin, informou que a polícia prendeu o principal suspeito do crime, identificado como Francisco das Chagas.

– Outra cidade do interior foi palco de uma morte violenta. No dia 19, Fabrício Cavalcante, de 19 anos, levou uma facada no pescoço e morreu no Hospital de Feijó. A PM informou que Cavalcante não gostou que o suspeito cumprimentou uma menina que estava com ele. Revoltado, o jovem foi tomar satisfações com o suspeito e acabou ferido. Um agricultor de 59 anos foi preso pelo crime.

– No dia 20, no bairro Recanto dos Buritis. A polícia informou que Marcelino Mourão dos Santos, de 25 anos, e Paulo César Negreiros da Gama, de 31 anos, podem ter sido mortos por causa de uma dívida.

– O pensionista Charivan Neto Pessoa, de 22 anos, foi morto e o pai dele ficou ferido durante um latrocínio no dia 21. Uma quadrilha invadiu o comércio da família, na BR-364, Estrada de Sena Madureira, para roubar dinheiro.

– Dia 21, o ex-presidiário Abel Moraes de Souza, de 32 anos, caminhava em uma rua do Conjunto Wilson Ribeiro, bairro Calafate, quando foi baleado e morreu dentro de uma ambulância a caminho do hospital. Um dia depois, a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) prendeu Douglas Araújo de Souza, mais conhecido como Drogba. Ele teria dado a ordem para matar o ex-presidiário.

– Um duplo homicídio foi registrado na zona rural de Capixaba, no dia 24. Edson da Silva Moura e Raife da Silva Tavares estavam em casa quando duas pessoas encapuzadas entraram e dispararam contra eles. A polícia acredita que apenas uma das vítimas era o alvo.

– No domingo (25). O deficiente físico Witalo Santos Feitosa, de 26 anos, morreu após levar um tiro no tórax. Ele estava em frente de uma boca de fumo quando o crime ocorreu.

JANEIRO

1 a 7 de janeiro

– A primeira vítima de morte violenta em 2018 foi Josué Souza de Araújo que foi morto a tiros no primeiro dia do ano na Rodovia Transacreana.

– No dia 2, o Instituto Médico Legal (IML) conseguiu resgatar o corpo de Izomar Vieira de Andrade, morto a facadas no Ramal Uga, região do bairro Belo Jardim.

– O preso do semiaberto Alan Lima Leite, de 25 anos, estava na frente de casa quando foi morto no dia 3 deste mês. O crime ocorreu no Ramal Bom Jesus. Leite cumpria pena por assalto, furto e por ser usuário de drogas.

– O vendedor de salgados Francisco da Silva Soares, de 47 anos, estava trabalhando quando foi abordado por um criminoso e morto logo em seguida. O suspeito anunciou o assalto e, segundo a Polícia Militar do Acre (PM-AC), atirou na cabeça de Soares após ele ter feito um movimento involuntário durante a abordagem. O crime também foi registrado no dia 3 de janeiro.

– O jovem David Rodrigues da Silva também foi vítima de homicídio no dia 4. Segundo a PM-AC, ele andava de bicicleta no Conjunto Laélia Alcântara, em Rio Branco, quando foi morto com três disparos feito por um homem de moto.

– No dia seguinte, 5 de janeiro, mais duas mortes foram registradas. A primeira foi do autônomo Francisco Cleudeildo Sales que tomava tereré com amigos no bairro Jorge Lavocat quando foi assassinado. A família informou que ele era usuário de drogas, mas desconhece a motivação do crime.

– No mesmo dia, o salgadeiro Venilson Cruz dos Anjos, 29 anos, voltava da casa de um primo de bicicleta quando foi baleado. Anjos morreu no local do crime, na Rua da Mangueira, bairro Boa União.

– O ex-presidiário Jamisson da Silva Marques, de 27 anos, conhecido como Ninão, foi morto com tiros em frente a casa onde morava. O crime também ocorreu no dia 5 de janeiro, na Rua Bahia, bairro Remanso, em Cruzeiro do Sul.

– O Conjunto Habitacional Cidade do Povo também foi cenário para uma morte violenta. No dia 6, o adolescente John Wesley de Oliveira Neri, de 17 anos, foi morto com tiro em frente de casa por uma dupla em uma moto preta.

– No mesmo dia, 6 de janeiro, um presidiário foragido do semiaberto matou uma adolescente no Seringal Alagoas, município do Jordão, interior do Acre. De acordo com a Polícia Militar, o homem degolou a jovem e depois tentou se matar com um corte na garganta, um no pênis e outro no braço.

– Outro adolescente assassinado foi Herlen Morais da Silva, também de 17 anos. A PM-AC informou que Silva e o autor do crime estavam em um bar quando discutiram, na madrugada do dia 7 de janeiro, e o garoto foi morto a facadas.

– Também no dia 7, o jovem Josué de Almeida Pontes, de 20 anos, morreu vítima de arma de fogo também no domingo (7), na Travessa Cerâmica, bairro Alto Alegre. Uma moradora do bairro relatou que ouviu ao menos seis disparos e, em seguida, dois homens saíram correndo da casa.

8 a 14 de janeiro

– O fazendeiro Altevir Rodrigues de Oliveira, de 61 anos, foi morto durante uma tentativa de assalto na tarde do dia 8 de janeiro, no quilômetro 10 da Estrada de Porto Acre. Segundo a Polícia Civil quatro homens armados invadiram a casa da vítima, que reagiu e foi atingida por disparos. Na noite do mesmo dia, uma perseguição policial acabou com a morte de dois suspeitos de assaltos.

A perseguição policial no dia 8 de janeiro acabou com a morte de Alisson Pereira, de 23 anos, e Mateus de Souza Gomes, de 19. Segundo a Polícia Militar (PM-AC) a dupla trocou tiros com a polícia após alguns assaltos no bairro Tangará, em Rio Branco. Pereira morreu no local e Gomes foi levado para o Pronto-Socorro de Rio Branco em estado grave. Ele morreu na madrugada desta terça (9).

– Ainda no dia 9, o pintor Auricio da Silva Brito, de 30 anos, morreu no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) durante a madrugada após ser baleado na tarde do dia 8 de janeiro O crime ocorreu no bairro Montanhês, em Rio Branco. Segundo os familiares, Brito tinha saído de casa para comprar banana e foi seguido por um homem de bicicleta.

– No dia 10, um homem identificado como Geris da Silva Ângelo, de 29 anos, foi encontrado morto na Rua Baguari, bairro Taquari, em Rio Branco. Populares acionaram a polícia após encontrar o homem morto.

– No mesmo dia, ainda em 10 de janeiro, um jovem identificado como Odair de Souza da Silva, de 18 anos, foi morto na Rua Boa União, bairro Boa União, em Rio Branco. A Polícia Militar do Acre (PM-AC) informou que Silva foi morto por duas pessoas que estavam em uma motocicleta.

– Karlisson Silva Braga, 19 anos, foi morto com três tiros na Rua Tchesco, bairro Santa Inês. O crime ocorreu na madrugada do dia 10 de janeiro e é investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A PM-AC informou no boletim de ocorrência que a vítima foi morta com três tiros, sendo dois nas costas e outro na mão esquerda.

– O corpo de uma mulher foi encontrado na tarde de 11 de janeiro às margens de um igarapé na Cidade do Povo. Equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e do Instituto Médico Legal (IML) foram acionados por volta das 16h para atender a ocorrência. Ainda conforme o Ciosp, o corpo foi achado enterrado próximo a uma escola e os bombeiros foram para desenterrar.

– Em 12 de janeiro, moradores do município de Feijó, interior do Acre, acionaram a polícia na manhã após encontrarem o corpo de um jovem dentro de uma casa em construção, no bairro Nair Araújo. A vítima foi identificada como Rubens Damásio da Silva, de 22 anos, e foi morta a facadas. Uma adolescente de 14 anos grávida foi apreendida por participação na morde dele. Outros quatro adolescentes foram apreendidos e um adulto preso suspeito de participar do crime.

– No dia 13 de janeiro, o corpo de Débora Freitas Bessa, de 19 anos, que estava desaparecida desde 9 de janeiro, foi encontrado em uma região de mata no bairro Caladinho, em Rio Branco. Parentes estavam fazendo buscas por conta própria e acabaram encontrando o corpo da jovem. Um vídeo em que Débora aparece sendo decapitada viralizou nas redes sociais.

– Em apenas uma noite, ainda no dia 13, quatro mortes violentas foram registradas no Acre, conforme o Instituto Médico Legal (IML). Uma morte ocorreu em Senador Guiomard, interior do estado, outro em Xapuri, também no interior, e três na capital Rio Branco.

– Jardel Figueira Gadelha, de 33 anos, foi morto com um tiro no rosto no Seringal Barra da Colônia, na cidade de Xapuri. A ocorrência foi registrada no fim da noite do dia 13 de janeiro e o corpo do homem foi encaminhado para o IML em Rio Branco.

– Em Senador Guiomard, ainda no mesmo dia, Markley Cunha Marques, de 34 anos, foi morto com ao menos oito tiros na região da barriga e braço. Segundo o Ciosp, o assassinato aconteceu em frente a um bar e distribuidora na rua José de Barros, bairro São Francisco. O Ciosp informou ainda que duas pessoas são suspeitas do crime, elas teriam passado de bicicleta pelo local e efetuado os disparos.

– Wesley de Araújo, de 18 anos, foi achado morto com três disparos de arma de fogo no fim da noite do dia 13, no quilômetro oito do Ramal do Mutum, bairro Alto Alegre, em Rio Branco. O jovem foi encontrado amarrado, com as mãos para trás, e amordaçado. O IML afirmou que o rapaz foi atingido por um tiro na cabeça e dois nas costas.

– Alexandre da Silva Nazário, de 32 anos, também morreu na noite de 13 de janeiro ao ser atingido por um disparo de arma de fogo em um bar no bairro Vila Ivonete, em Rio Branco. Segundo informações, o homem teve um desentendimento enquanto bebia e durante a briga puxou uma faca. Um policial civil que estava no local teria reagido e atingido o rapaz.

– O jovem Igor Cândido Ribeiro, de 19 anos, levou um tiro na cabeça na noite de 14 de janeiro, na Rua 7 de dezembro, Estrada da Sanacre, região da Baixada da Sobral, em Rio Branco. Populares falaram para a Polícia Militar do Acre (PM-AC) que Ribeiro voltava da casa da namorada quando foi atingido pelo disparo.

15 a 21 de janeiro

– O pizzaiolo Júnior Cesar Pontes da Silva, de 19 anos, morreu após ser baleado no pescoço durante um assalto. O crime ocorreu na madrugada de 15 de janeiro, no bairro das Placas, em Rio Branco. Silva voltava de bicicleta do trabalho com um colega quando foi assaltado.

– No município de Feijó, a indígena Vanderlângia Pereira, de 21 anos, da etnia Kaxinawá, foi morta com um golpe de facão na frente da filha de dois anos, na noite de 15 de janeiro. Valdelândia foi morta no Centro da cidade de Feijó com um golpe de facão na altura da clavícula. As informações iniciais apontam que o marido dela, que é um dos suspeitos do crime, também indígena, fugiu por uma região de mata.

– Ainda no interior do Acre, Claisson Santos, de 21 anos, foi encontrado morto com um golpe na altura do pescoço. O crime ocorreu no ramal 2, zona rural de Cruzeiro do Sul. A suspeita é que Santos tenha sido morto em 13 de janeiro, mas o corpo só foi encontrado pela polícia em 14 de janeiro. Segundo a PM, o crime ocorreu após um desentendimento em uma bebedeira.

– O corpo de Alisson Ferreira Barbosa, de 33 anos, foi encontrado na tarde de 16 de janeiro no bairro Conquista, em Rio Branco. A vítima tinha marcas de agressão e foi achada por populares ainda com vida, mas não resistiu.

– O presidiário do regime semiaberto Izaquiel Freire de Abreu, de 30 anos, que sofreu uma tentativa de homicídio no dia 15 de janeiro teve morte cerebral atestada. A morte encefálica foi confirmada na terça (16). O crime ocorreu no bairro da Praia, na cidade de Tarauacá e, devido à gravidade do estado de saúde de Abreu, ele foi levado para o hospital de Cruzeiro do Sul.

– Uma troca de tiros com um policial, um homem morreu e outro ficou ferido durante uma tentativa de assalto no fim da tarde do dia 18 de janeiro, no Loteamento Santo Afonso, 2° Distrito de Rio Branco. André Vitor Moraes Souza, de 20 anos, morreu no local após ser atingido com um tiro no peito.

– No dia 20 de janeiro, mais um jovem foi vítima de uma morte violenta. Pedro Nascimento de Araújo, de 23 anos, morreu após ser atingido com dois tiros na cabeça. O pai de criação do rapaz, Francisco Andrade, disse que a família não sabe ao certo o que pode ter acontecido.

– O corpo de um homem, foi encontrado no dia 21 de janeiro, no quilômetro 86 da BR-364, em Rio Branco, na região do Ramal do Cacau. De acordo com a polícia, um morador da região encontrou o corpo e foi até o posto da polícia no Bujari para informar.

22 a 28 de janeiro

– O jovem Juan Pablo da Silva Oliveira, de 18 anos, morreu no dia 23 de janeiro no Huerb, em Rio Branco. A vítima foi encontrada por populares em um matagal, no último dia 15, no bairro da Lagoa, em Cruzeiro do Sul, com vários golpes de facão pelo corpo e um disparo de arma de fogo.

– José da Silva Gomes, de 22 anos, morreu após ser atingido por três tiros. O crime ocorreu na tarde do dia 24 de janeiro, no bairro Miritizal, em Cruzeiro do Sul. O rapaz estava andando na rua quando uma dupla em uma moto se aproximou e fez os disparos.

– Outra morte violenta foi a de Shirley da Silva de Andrade, de 40 anos, foi assassinado com ao menos sete tiros no final da tarde de 25 de janeiro. Andrade jogava bola em uma quadra no Conjunto Carandá, em Rio Branco, quando foi surpreendido por dois homens em uma motocicleta.

– No interior do Acre, José Anderson Oliveira Almeida, de 17 anos, foi morto com ao menos três tiros, ainda na madrugada de 25 de janeiro. O crime ocorreu na Comunidade do Profeta, zona rural de Rodrigues Alves. Um familiar, que preferiu não ser identificado, disse que a vítima voltava da casa da namorada e deu carona para um colega.

– No dia seguinte, 26 de janeiro, um homem morreu no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) após ser baleado três vezes na cabeça, na noite do dia anterior, no bairro Cidade Nova. Raimauro da Conceição Barros, de 38 anos, foi socorrido pelo Samu, mas não resistiu aos ferimentos e morreu horas depois.

– Na madrugada de 27 de janeiro, um homem morreu e o outro ficou ferido após um suspeito atirar contra as vítimas. O crime ocorreu na Estrada do São Francisco, em Rio Branco. Wila Muniz de Moura, de 27 anos, foi alvejado com três tiros e não resistiu aos ferimentos.

– No mesmo dia, uma mulher identificada como Luciana Damasceno dos Santos, de 28 anos, foi morta com um tiro, no Conjunto Novo Horizonte, região do bairro Floresta, em Rio Branco.

– No dia 27 de janeiro, Ryan da Páscoa Marques, de 17 anos, foi morto com dois disparos de arma de fogo no bairro do Remanso, após um intenso tiroteio em Cruzeiro do Sul. Além do adolescente que morreu, duas pessoas ficaram feridas com os tiros, de acordo com a Polícia Militar.

– Também em Cruzeiro do Sul, duas ossadas foram encontradas por um pescador dentro do Rio Juruá, na tarde de 28 de janeiro. Os corpos foram identificados no início da tarde do dia 29 como sendo de Daniel Teles Martins da Silva, de 22 anos, e Vanisson dos Santos Freire, de 12.

29 a 31 de janeiro

– Na manhã de 30 de janeiro, o corpo de um homem, que não teve o nome divulgado, foi encontrado na comunidade Tauari, em Tarauacá, interior do Acre. A polícia foi acionada por moradores que encontram o corpo. De acordo com o delegado Alexnaldo Batista, o homem estaria desaparecido desde o último dia 27.

– O corpo de um homem degolado foi encontrado na manhã desta quarta-feira (31) em Mâncio Lima, interior do Acre. O homem foi identificado pela polícia como Joelson da Costa Gomes, de 30 anos, que seria morador do município de Cruzeiro do Sul.

– Na quarta-feira (31), um corpo decapitado foi achado em um matagal próximo ao lixão de Rodrigues Alves.

Policiais civis já haviam feito buscas nas imediações após receberem denúncia da família do adolescente Dheimisson Vieira Lima, de 16 anos, que estava desaparecido desde sexta (26).