O Governo da Rússia anunciou nesta sexta-feira que expulsou 59 diplomatas de 23 países que anunciaram retaliações semelhantes esta semana, Estes juntam-se assim aos 60 diplomatas norte-americanos expulsos na quinta-feira.

Moscovo deu ainda ao Reino Unido um mês para reduzir os funcionários para um número igual ao de representantes russos na embaixada em Londres,  Londres tinha anunciado já a expulsão de 23 diplomatas russos no seu território.

Depois, foram sendo anunciadas expulsões de diplomatas de todos estes países. Com 13 diplomatas expulsos, a Ucrânia foi o país que sofreu a retaliação mais musculada nesta sexta-feira.

Moscovo afirmou ainda que se reserva ao direito de aplicar acções contra outros quatro países que também avançaram para medidas do género contra a Rússia “no último momento”. São eles a Bélgica, Hungria, Geórgia e Montenegro.

Na quinta-feira, Moscovo já havia anunciado a expulsão de 60 diplomatas norte – americanos e o encerramento do consulado dos EUA em São Petersburgo.

O comunicado citado pela AFP é o último passo da guerra diplomática entre a Rússia e vários países originada pelo envenenamento do antigo espião russo.