A insegurança que assola o Juruá foi um dos assuntos debatidos na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) durante sessão de hoje (21). O deputado Luiz Gonzaga (PSDB) foi o encarregado de puxar o assunto para os debates entre os deputados. Luiz fez um desabafo representando a classe empresarial e social de Cruzeiro do Sul ao dizer que todos pedem “socorro” por falta de segurança e ação mais eficaz pelo poder público.

“Essa secretaria de Segurança precisa fazer algo. Cruzeiro do Sul quase não tinha violência, hoje tem gente querendo ir embora do município. Tudo porque não temos mais segurança, tranquilidade, não temos mais. É assalto toda hora, as facções estão tomando de conta de alguns bairros daquele município. O comércio está sendo afetado, tudo fecha mais cedo, não esperam nem chegar o entardecer para fechar. Cadê o secretário que quer ser vice-governador. Por onde anda que não toma providências?”, relatou.

O tucano também questionou as intenções do governo atual em disputar mais uma eleição. “Eu não sei como o PT, a FPA, continuar governando esse estado diante tanta incompetência. É na segurança, na educação, saúde, é na produção, em todas as áreas. Foram 20 anos acabando com o estado. Não sei com que base querem continuar governando. Governem primeiro, deem uma resposta construtiva à sociedade”, questionou.

Fazendo uma fala mais altiva, o deputado pediu mais atenção do poder público e reforçou: “Cruzeiro do Sul pede socorro”. “O município pede socorro! O governo e o secretário deem uma resposta mais eficaz, rápida. Todo mundo paga seus impostos. Cadê o dinheiro que é arrecado se não tem retorno? Por onde andamos, a população reclama, os comerciantes também por conta dos prejuízos. Ninguém ver esperança. Vinte anos de incompetência”, finalizou.

Reportagem Marcelo Gomes